Pesquisar este blog

segunda-feira, 16 de abril de 2012

Um dia sonhei em transformar um desejo em realidade , que era criar uma ONG de apoio a crianças especiais , só q um dia deixei de acreditar nessa ideia , quando membros dessa ONG , começaram a agir indevidamente contra o estatuto da ong , se possuindo da ideia e do nome , pra se autopromover , fiquei muito entristecida com tao ato , que exterminei o meu sonho por comleto , porem dentro de mim , sempre existiu uma chama de um dia perpetuar tal sonho , hoje esse dia me dei conta que agora 'e a hora de começar a trilhar esse caminho mais uma vez ... , hoje dia 16 de abril de 2012 , estou reatando o meu projeto da perpetuação da ONG AACE.

quarta-feira, 14 de abril de 2010


O preconceito com relação às pessoas portadoras de doenças neurológicas, vai do ambiente familiar às relações externas.  A exclusão social pode chegar à igreja, instituição que levantou a primeira bandeira para os excluídos e, no entanto, cancela a matrícula de catequese de uma criança, por ela ser portadora de doença neurológica.
Observa-se que os portadores de deficiências não possuem estímulos para saírem de casa, uma vez que não têm condições de acesso ideal, não tendo também acesso ao mercado de trabalho que ainda não eliminou as barreiras para a contratação de pessoas nessas condições, apesar de exigências legais.  
Pessoas como Valquíria Donizetti de Morais (Policial Militar ) de 29 anos, portadora de A.V.C. / E, provocado pelo stress, anda de cadeira de rodas há cinco anos, recebe atendimentos de fisioterapia e  fonoaudiologia. Ainda não se recuperou totalmente. [ 7 ]
Como conseqüência, é inevitável perceber muitas vezes a dificuldade de se locomover com independência, devido aos altos custos do que tem disponível no mercado, como exemplo adaptações para carros, chegando ao valor de R$ 2.000,00, o que é quase impossível para muitos.
Percebe-se um alto custo também no caso de adaptações para o trabalho de um portador de deficiência no que se diz respeito a hardware, e muitas vezes não chega a encontrar mercadoria.
Há casos como o de  Ronaldo Correia Júnior com diferentes limitações físicas e a fala comprometida, através dos pés se tornou webdesigner usando teclado. [ 8 ]  Sabe-se que, outras pessoas já conheceram o caso de Ronaldo e várias entrevistas foram feitas sobre o desenvolvimento dele para o mundo exterior através da tecnologia. Em Visita a Bruxelas, na Bélgica, para uma entrevista em um centro de reabilitação para deficientes, Ronaldo ganhou um teclado com letras um pouco mais separadas que seria supostamente para facilitá-lo a teclar com os dedos dos pés.  Não funcionou. Nos dias de hoje ainda não se pensa nisso quando são fabricados os computadores.  [ 9 ]
As tecnologias recentes no mercado, cita a designer, Cristiane Lima Santos, que as roupas com sensores para tetraplégicos, “permitem que os mesmos possam se movimentar com comandos do cérebro”. Com certeza isso é bem útil para fisioterapia, pois o fisioterapeuta, em geral, pede que a pessoa pense no movimento (comando mental), enquanto ele move o membro da pessoa [ex.: se quer se reeducar o movimento de abrir e fechar o braço esquerdo, a pessoa tenta fazer esse movimento (pensando nele, mesmo sem conseguir) enquanto o fisioterapeuta abre e fecha o braço para a pessoa].
Na verdade ela amplifica os sinais elétricos emitidos pela pele, durante movimentação muscular. [ 10 ]
O mercado lança a cada dia novas tecnologias a fim de facilitar e incluir estes clientes.  Observa-se que apenas 1% da população tem este poder de compra, e grau de independência suficiente para serem consumidores.  Este número tende a crescer com a pressão da sociedade pela inclusão social do deficiente e a efetiva fiscalização da lei de cotas.   A lei 8213/91 obriga as empresas que têm a partir de cem empregados a contratar de 2% a 5% de portadores de deficiência para seus quadros.
A inclusão social não se faz por concessão, deferência ou favor de qualquer pessoa ou autoridade. A era da exclusão das chamadas minorias é coisa ultrapassada. Algumas pessoas ainda não se deram conta disso. [ 11 ]

quinta-feira, 25 de março de 2010

Seja um Padrinho ou uma Madrinha de uma crianca com deficiência; ajudando-a na AACE_FSA/BA
diretamente sem intermediários, assim você saberá realmente para onde vai a sua ajuda .

Guia Brasil para Todos Turismo Acessível aponta Dez Cidades

http://www.youtube.com/watch?v=M6Kx2eVSSwY

A Terapia no Meio Aquatico em PC Espatica / Hidroterapia

A Paralesia Celebral sao disturbios cerebrais ,lesoes ou anormalias que ocorrem durante o Pre-Natal ,Peri-natal e Pos-natal da Vida Fetal , faz parte do grupo que afetam o controle dos movimentos (motores) e tem caracteristicas estacionar os disturbios ocorridos.(SHEPHERD-1995).
A Esparticidade è um acomentimento neurologico frequente na paralesia cerebral,onde ocorre o desequilibrio da contracao muscular e uma consequente desregulacao do tonus . Causa um deficit motor que compromete a realizacao de tarefas diarias e limita a funcionalidade de menbros afetados.

A agua è um meio maravilhoso para exercercicios e oferece oportunidades estimulantes para o desenvolvimento que estao dentro dos programas tradicionais de exercicios em solo.

Os efeitos de flutuabilidade ,Metacentro e da rotacoes,fornecem Campo para as tecnicas Especializadas.
A turbulencia da agua significa que ela pode ser empurrada e ultilizada como resistencia.

ELo do Bem

Acessibilidade DIREITO de TODOS

         A acessibilidade, direito tão discutido e exigido na atualidade, não é assunto novo. A própria Declaração dos Direitos Humanos da Organização das Nações Unidas, assinada pelo Brasil, em 1948, preconiza que toda pessoa tem direito à liberdade de locomoção dentro das fronteiras de cada Estado. 
              A acessibilidade é um direito de todos. Promover espaços, onde todas as pessoas possam usufruir com igualdade, liberdade e autonomia, é um compromisso de cada cidadão.É a possibilidade de promover a todos os usuários o acesso e a utilização de ambientes e equipamentos com igualdade, autonomia e segurança.          A Constituição da República, além de estabelecer a livre locomoção no território nacional em tempo de paz (artigo 5º, inciso XV), determina que a lei disporá sobre as normas de construção e adaptação dos logradouros, dos edifícios de uso público e de fabricação e adaptação dos veículos de transportes coletivos (artigo 227, § 2º). Diversas normas infraconstitucionais também já foram editadas, disciplinando a matéria. A atuação do Ministério Público tem como linha mestra os princípios previstos na Constituição da República, destacando-se os princípios da igualdade e o da dignidade da pessoa humana.
       

sábado, 27 de fevereiro de 2010

GUIA  PRATICO DO CUIDADOR
1 O cuidado
Cuidado significa atenção, precaução, cautela, dedicação, carinho, encargo e
responsabilidade. Cuidar é servir, é oferecer ao outro, em forma de serviço, o resultado
de seus talentos, preparo e escolhas; é praticar o cuidado.
Cuidar é também perceber a outra pessoa como ela é, e como se mostra, seus gestos
e falas, sua dor e limitação. Percebendo isso, o cuidador tem condições de prestar o
cuidado de forma individualizada, a partir de suas idéias, conhecimentos e criatividade,
levando em consideração as particularidades e necessidades da pessoa a ser cuidada.
Esse cuidado deve ir além dos cuidados com o corpo físico, pois além do sofrimento
físico decorrente de uma doença ou limitação, há que se levar em conta as questões
emocionais, a história de vida, os sentimentos e emoções da pessoa a ser cuidada.
2 O Autocuidado
“Tudo que existe e vive precisa ser cuidado para continuar
existindo. Uma planta, uma criança, um idoso, o planeta
Terra. Tudo o que vive precisa ser alimentado. Assim,
o cuidado, a essência da vida humana, precisa ser
continuamente alimentado. O cuidado vive do amor, da
ternura, da carícia e da convivência”. (BOFF, 1999).
Autocuidado significa cuidar de si próprio, são as atitudes, os comportamentos que
a pessoa tem em seu próprio benefício, com a finalidade de promover a saúde, preservar,
assegurar e manter a vida. Nesse sentido, o cuidar do outro representa a essência da
cidadania, do desprendimento, da doação e do amor. Já o autocuidado ou cuidar de si
representa a essência da existência humana.
A pessoa acamada ou com limitações, mesmo necessitando da ajuda do cuidador,
pode e deve realizar atividades de autocuidado sempre que possível.
O bom cuidador é aquele que observa e identifica o que a pessoa pode fazer por si,
avalia as condições e ajuda a pessoa a fazer as atividades. Cuidar não é fazer pelo outro,
mas ajudar o outro quando ele necessita, estimulando a pessoa cuidada a conquistar sua
autonomia, mesmo que seja em pequenas tarefas. Isso requer paciência e tempo.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

O valor da Solidariedade na NOSSA VIDA ,nos leva acreditar que existir è , antes de tudo ,COEXISTIR.
SOLIDARIEDADE è uma PALAVRA Transformadora.Quando DOAMOS, estamos EXTERIORIZANDO um gesto capaz de mudar para SEMPRE,e para MELHOR ,uma historia de VIDA -Tanto a historiada nossa vida,quanto a vida do outro .E o mais IMPRESSIONANTE: às vezes,a DOACAO permite mudar,ao mesmo tempo, milhares de VIDA.